David Patrício de Almeida Santos é depas.
Nasceu aos 30 de abril de 1939, em Santa Rita do Passa Quatro. Reside atualmente em Jales.
Formado pela Escola de Belas Artes, de Araraquara, em 1959. Contou com o apoio do Professor e Pintor Francisco Amêndola, que orientava sem impor gosto ou estilo.
Mudou de estilo, ou de escola, diversas vezes, por necessidade de realização pessoal. Qual sua linha? Não sabe e não se preocupa em definir. Pinta do modo que gosta sem preocupação com a escola em que se enquadra.
Para depas, a produção de qualquer tipo de arte é particular, humanitária, íntima.
Além de pintar já se dedicou a outras atividades: escreveu artigos para jornal em Araraquara, Santa Rita do Passa Quatro, São José do Rio Preto e Jales. Em Jales criou o logotipo de várias empresas, e ainda, escreve poesias.
Em 1975 foi definido pelo Jornal de Jales como "uma pessoa que concebe a arte tal qual talvez ela seja: livre, não absoluta, engajada conscientemente ou até necessária".

Exposições realizadas
  • Exposição coletiva em Araraquara, no Centro Acadêmico da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, em 1966.
  • Exposição individual em Jales, no Jornal de Jales, em 1975.
  • Exposições coletivas na Casa de Cultura de Jales, nos anos de 1982, 1983 e 1984.
  • II Expoarte, em General Salgado, em 1983.
  • Participação no I Concurso de Contos e Poesias do Departamento de Educação de Votuporanga, em 1984.
  • Exposição coletiva na Semana Cultural da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Jales, em 1984 e 1986.
  • Exposição coletiva no Centro Cultural Miguel Daud, de São José do Rio Preto, em 1989.
  • Exposição individual no Núcleo de Artes e Ciências, do Sesi de Araraquara, em 1992.
  • Exposição individual na Casa de Cultura, em Araraquara, em 2003.

  • página inicial | biografia | obras | escritos | contato
    © Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br